Blog

O que pode causar sangramento na gengiva e como prevenir?

A imagem mostra uma mulher com a mão no rosto, mostrando um incomodo no dente.

O sangramento na gengiva é causado principalmente pela gengivite, porém, outros fatores também podem levar a essa condição, como lesões e bruxismo. A prevenção é feita de acordo com aquilo que está causando o problema, em especial mantendo uma boa higiene bucal.

Você já percebeu a sua gengiva sangrando? Como ela é um tecido bastante sensível, não é raro que isso aconteça. Algumas vezes pode ser por causa de um esforço maior durante a escovação, mas existem casos em que é decorrente de doenças bucais.

Seja como for, o sangramento na gengiva não pode ser visto com naturalidade, uma vez que esse é o sintoma de que algo está errado. Neste artigo explicaremos quais são as principais causas dessa condição e como ela pode ser prevenida. Continue lendo para conferir:

1. Causas do sangramento na gengiva

1.1. Doenças e distúrbios

1.2. Lesões e sobrecarga

2. Prevenção do sangramento na gengiva

Causas do sangramento na gengiva

A gengiva é um tecido muito delicado e sensível que sofre lesões com facilidade e pode ser acometido por doenças. Cerca de 99% dos brasileiros tem algum tipo de doença periodontal, por isso, o sangramento não é uma condição rara.

Como explicamos na introdução, existem diversos fatores que podem fazer com que a gengiva sangre. Eles são decorrentes de doenças bucais, distúrbios, sobrecarga e ferimentos. A seguir falamos com mais detalhes sobre cada uma dessas causas do sangramento gengival.

Doenças e distúrbios

Um dos problemas odontológicos mais comuns é a gengivite. Ela é uma inflamação que acomete a gengiva, podendo ser em uma área isolada da boca ou em toda a extensão desse tecido. Independentemente da sua gravidade, a gengivite é uma das principais causas do sangramento gengival.

Esse também pode ser um sintoma da periodontite. Essa doença costuma se manifestar em função de um quadro de gengivite que não recebeu o devido tratamento. A inflamação se torna mais severa, podendo evoluir para uma infecção. Além de atingir a gengiva, afeta todos os tecidos que sustentam os dentes.

Outro fator que também pode fazer a gengiva sangrar é o bruxismo, distúrbio mais conhecido como ranger de dentes. Ele se caracteriza por movimentos involuntários com as arcadas dentárias, principalmente durante a noite. A pessoa pressiona os dentes uns contra os outros; em alguns casos, pode apenas apertar excessivamente as arcadas, cerrando os dentes com força.

Em ambos os casos esse esforço atinge também os tecidos periodontais, incluindo a gengiva. Com isso, a pessoa pode notar sangue em sua boca pela manhã, o que ocorre em função da sobrecarga desencadeada por essa força exercida.

Também pode acontecer de a gengiva sangrar de forma espontânea em função de alguma deficiência nutricional. A falta de vitamina K, por exemplo, pode desencadear esse problema, pois ela é responsável pela coagulação sanguínea.

Lesões e sobrecarga

Explicamos que ferimentos também podem fazer a gengiva sangrar, e isso acontece, por exemplo, quando utilizamos uma escova de dente inadequada, como aquelas com cerdas muito duras. Elas machucam a gengiva durante a escovação e provocam o sangramento.

Isso também pode ser decorrente de algum movimento que fazemos com a própria escova. Também é bastante comum lesionarmos esse tecido na hora de passar o fio dental. A força excessiva ou a introdução incorreta dele pode provocar pequenos machucados.

Além do bruxismo que gera a sobrecarga no tecido gengival, existem hábitos que podem levar ao mesmo problema. Esse é o caso de morder objetos duros, o que exige muita força, fazendo com que os tecidos periodontais tenham que absorver uma alta carga de impacto.

Prevenção do sangramento na gengiva

Quando o sangramento na gengiva é provocado por lesões, precisamos fazer uma mudança em nossos hábitos e ter mais atenção na hora de realizar a higiene bucal. O objetivo é evitar que o tecido se machuque com os movimentos, portanto, basta ter um pouco mais de delicadeza e suavidade.

No caso do sangramento causado por inflamações ou o bruxismo, o ideal é tratar esses problemas de base. Como a gengivite, conforme dito, é a causa principal para manifestação desse sintoma é importante, depois de tratá-la, evitar a reincidência.

A melhor forma de alcançar esse objetivo é procedendo com a higiene bucal correta, afinal, a gengivite se manifesta quando há acúmulo de placa bacteriana ou formação de tártaro. Sendo assim, uma boa escovação, seguida do uso do fio dental, permite remover os resíduos de alimento evitando a proliferação de bactérias.

Não se esqueça de, periodicamente, passar por uma consulta com o dentista. Esse profissional vai complementar os cuidados que você tem em casa para evitar qualquer problema com suas gengivas e outras estruturas da boca, prevenindo o sangramento gengival e as doenças bucais.

Dr Marcos Ney Pizzocolo apex odontologiafaixa-apex-odontologia

Por Dr. Marcos Ney Pizzocolo
CRO-SP 56458

Formado pela Universidade Paulista – UNIP – em 1995 e pós-graduado em especialização de prótese dentária. Atua na área de estética, implante, cirurgia oral e reabilitação oral.

faixa-apex-odontologia

0 comentários

Fale Conosco

× Agendar Consulta