Logo | Ápex Odontologia

Alinhadores ortodônticos: o que são?

Atualizado em 29/09/2021
Tempo de leitura: 3 min.
A imagem está focada no nariz e na boca de uma mulher. A mulher está tirando com as mãos os alinhadores dos dentes.

Há alguns anos os problemas ortodônticos eram corrigidos com o uso de aparelhos fixos confeccionados em metal. É verdade que eles apresentavam − e continuam apresentando − uma excelente eficácia, porém, não são mais a única opção.

A Ortodontia evoluiu junto com a Odontologia de um modo geral e novas opções de dispositivos ortodônticos surgiram. Esse é o caso dos alinhadores. Por meio deles é possível realizar um tratamento muito mais confortável e discreto, preservando a imagem do paciente.

Mas você sabe o que são esses alinhadores ortodônticos e como eles funcionam? Continue lendo este artigo porque nós responderemos essa pergunta! Descubra de que maneira as correções são feitas com esse aparelho e quais são as vantagens de optar por ele em vez dos dispositivos convencionais.

O que são alinhadores ortodônticos?

Problemas ortodônticos como desalinhamentos, giros, apinhamentos e diastemas (espaços entre os dentes) precisam ser corrigidos para não causarem problemas mais severos para a saúde bucal ou a estrutura da face. Para que isso seja possível, são utilizados aparelhos que exercem uma ligeira pressão sobre os dentes estimulando a sua movimentação.

Os aparelhos mais conhecidos são aqueles fixos confeccionados em metal. No entanto, atualmente existem alternativas para promover essas movimentações dentárias, e uma delas são os alinhadores ortodônticos, também chamados de alinhadores invisíveis.

Eles apresentam uma estrutura muito diferente dos aparelhos convencionais porque não são compostos por bráquetes, arcos, bandas, parafusos, elásticos ou qualquer outra peça como os demais dispositivos. Além disso, não precisam ser colados nos dentes, ou seja, são aparelhos móveis.

Os alinhadores ortodônticos têm uma estrutura similar a das moldeiras utilizadas no clareamento dentário caseiro, ou às placas miorrelaxantes indicadas para quem tem bruxismo. São confeccionados em material transparente e personalizados para cada pessoa. Se encaixam na dentição com perfeição e ficam praticamente invisíveis na boca.

Como esses aparelhos funcionam?

Mas se os alinhadores ortodônticos não têm nenhum componente que possa ser ativado para pressionar os dentes, como é possível eles promoverem as movimentações e corrigir os desalinhamentos? A resposta está no fato de que não utilizamos apenas um dispositivo, mas vários!

Durante o planejamento do tratamento com alinhadores o profissional define como serão realizadas essas movimentações e as etapas que se pretende alcançar até chegar ao resultado final. Então, ele projeta diversos alinhadores, que apresentam pequenas diferenças entre si.

Assim, quando o paciente troca de alinhador, o que acontece a cada 15 dias, geralmente, a diferença que ele apresenta para o anterior é que promove a pressão sobre os dentes. Então, eles são movimentados de forma suave.

Por isso, não há necessidade de conter em sua estrutura bráquetes, arcos ou parafusos. Basta encaixar na arcada dentária um alinhador que seja um pouco diferente da posição atual dos dentes. Eles serão estimulados a assumirem essa posição um pouco mais próxima da ideal, até que estejam totalmente corrigidos.

Quais são as vantagens de optar pelos alinhadores?

Como você viu, os alinhadores ortodônticos são muito diferentes dos aparelhos convencionais. O fato de eles serem transparentes possibilita realizar um tratamento muito mais discreto, que não impacta a imagem e nem deixa o visual infantilizado. Por isso, são ideais para quem deseja preservar sua aparência, mas precisa corrigir a dentição.

Os benefícios oferecidos por esse tipo de dispositivo envolvem estética, funcionalidade, conforto e proteção para a saúde bucal. É interessante optar por eles para alcançar vantagens, como:

  • discrição durante o tratamento;
  • mais conforto;
  • menos atrito com a mucosa bucal;
  • menor risco de aftas e outras lesões;
  • maior conforto durante as refeições;
  • higienização bucal descomplicada;
  • menor impacto para a aparência;
  • resultados mais rápidos;
  • menos chance de problemas bucais.

Os alinhadores ortodônticos proporcionam excelentes resultados, corrigem os dentes com perfeição, não prejudicam a aparência do sorriso, podem ser retirados da boca para comer e escovar os dentes e ainda oferecem mais conforto durante o tratamento. Sendo assim, são uma excelente alternativa para quem deseja corrigir os dentes sem complicações.

Mas não se esqueça de que o tratamento precisa ser feito por um profissional experiente. Afinal é preciso planejar corretamente e personalizar o procedimento para cada paciente, respeitando suas características e anatomia a fim de alcançar excelentes resultados funcionais e estéticos.

Por Dra. Lícia Ney Pizzocolo Gonzalez
CRO-SP 61423. Formada pela Universidade Estadual de São Paulo – UNESP – em 1998, é pós-graduada pela UNICAMP em especialização de periodontia e pela ABCD em especialização de ortodontia. Atua na área de estética, cirurgia oral e implante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 | 20 / 10 / 21
Quando a cárie não recebe o tratamento correto, ela evolui para várias complicações. Veja quais são as consequências desse quadro quando não tratado.
Ler Mais
 | 08 / 09 / 21
Você sabe quando é possível usar o Invisalign? Descubra quais são as indicações desse aparelho e quais pessoas podem usá-lo para corrigir o sorriso.
Ler Mais
1 2 3 9
Logo | Ápex Odontologia

Ápex Odontologia 2021 | Desenvolvido em WordPress por Surya Marketing Médico.

magnifiercross