Blog

Diferenças entre ATM e DTM

Se você costuma fazer pesquisas e ler a respeito de problemas bucais e cuidados com os dentes já deve ter se deparado com diversos termos técnicos e algumas siglas. Duas que vemos com bastante frequência são ATM e DTM. Embora elas se refiram a coisas diferentes é comum as pessoas se confundirem.

ATM e DTM não são o mesmo, embora estejam relacionados diretamente. Nós preparamos este artigo para esclarecer quais são as diferenças entre esses dois termos a fim de que você saiba ao certo o que eles significam. Continue lendo para descobrir e ficar bem informado!

 

O que é ATM?

A face humana é composta por diferentes estruturas, e duas delas são fundamentais porque garantem a movimentação da mandíbula (abrir e fechar a boca). Estamos falando das articulações temporomandibulares, que estão localizadas na lateral da cabeça à altura do ouvido.

Quando abrimos ou fechamos a boca se colocarmos a mão perto da orelha conseguiremos sentir a articulação temporomandibular se movimentando. Seu nome complicado fica mais fácil de ser pronunciado por meio da sigla, ou seja, ATM.

Sendo assim, a ATM é, então, essa articulação que todas as pessoas têm e que permite falarmos, mastigarmos, bocejarmos e cumprirmos outras dinâmicas faciais. Mas como qualquer outra articulação ela também pode sofrer danos, é o que veremos a seguir.

 

O que é DTM?

As articulações do corpo humano precisam trabalhar corretamente para que seu encaixe esteja sempre ideal e não ocorra nenhum prejuízo para cartilagens ou ossos. Por isso, é importante evitar sobrecarga, esforço excessivo e movimentações inadequadas.

No caso da ATM isso não é diferente. Ela também tem uma dinâmica correta para atuar, de modo que seja possível executarmos as dinâmicas da face sem danos para essa estrutura. Porém, alguns fatores podem acarretar problemas que interferem nesse funcionamento.

Quando isso acontece manifesta-se a DTM, sigla que significa disfunção temporomandibular. Você também pode encontrar a designação para essa condição com a sigla de DATM, nesse caso, Disfunções da Articulação Temporomandibular.

A DTM ou DATM, portanto é um problema, ou conjunto de problemas, que afeta a articulação que movimenta a mandíbula. Alguns fatores ou doenças que podem acarretar essa condição são:

  • alterações na mordida (a necessidade de uma restauração já altera a mordida);
  • desalinhamentos dentários;
  • maloclusão dentária (engrenamento não satisfatório dos dentes superiores com os inferiores);
  • má formação congênita(dentes e ossos de tamanho irregular, geralmente menores do que o ideal);
  • alterações no desenvolvimento ósseo;
  • artrose (articulação “emperrada”);
  • bruxismo;
  • próteses inadequadas;
  • aparelhos ortodônticos inadequados.

As disfunções temporomandibulares são problemas que exigem atenção porque prejudicam significativamente a qualidade de vida da pessoa ao interferir nas movimentações da boca. Elas podem ser evitadas com diagnóstico específico mas muitas vezes somente são tratadas quando causam dores. Geralmente provocam diversos sintomas e incômodos dolorosos que dificultam a mastigação e a fala, por exemplo.

Veja também: Qual o momento ideal de colocar aparelho ortodôntico?

 

Como prevenir a DTM para proteger a ATM?

Para evitar que a ATM sofra com alguma disfunção (DTM) é fundamental adotar algumas medidas e cuidados para que não haja um esforço excessivo dessa articulação. É válido lembrar que em alguns casos o acompanhamento com um profissional é indispensável.

Podemos manter o bom funcionamento da ATM tendo uma avaliação periódica das condições do alinhamento dos dentes, do engrenamento dos dentes e da maneira que eles se relacionam. De maneira geral, evitar: morder objetos muito duros, usar os dentes como ferramenta ou roer as unhas ajuda a manter as articulações em bom estado. É preciso estar atento à estrutura bucal e facial, pois a DTM pode se desgastar em função disso.

Portanto, é fundamental passar pela avaliação de um dentista e observar se não existe a necessidade de fazer tratamentos de readequação da mordida, que podem passar desde tratamentos ortodônticos até reconstruções através de reabilitação, para corrigir problemas na mordida e desalinhamentos dentários.

Quando na falta de dentes, também é importante recorrer a tratamentos que façam a substituição deles o mais rápido possível. Afinal, se há uma falha na arcada dentária os dentes adjacentes sofrem sobrecargas em função de adaptações na mastigação.

No caso de pessoas que apresentam problemas de má formação óssea, bruxismo ou doenças como artrose é essencial procurar especialistas para conhecer as opções de tratamento. Assim evitamos tanto a DTM como outras complicações de saúde.

A DTM, portanto, é um problema que afeta a ATM, articulação muito importante do corpo humano. Agora que você já sabe que essa estrutura pode ser danificada, procure evitar os hábitos que causam essa complicação e não deixe de passar por consulta com um dentista regularmente, a fim de acompanhar constantemente a sua saúde bucal.

Dr Marcos Ney Pizzocolo apex odontologiafaixa-apex-odontologia

Por Dr. Marcos Ney Pizzocolo
CRO-SP 56458

Formado pela Universidade Paulista – UNIP – em 1995 e pós-graduado em especialização de prótese dentária. Atua na área de estética, implante, cirurgia oral e reabilitação oral.

faixa-apex-odontologia

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco

× Agendar Consulta