Blog

Dor de dente na gravidez? Saiba como aliviar

Você sabia que a saúde bucal das mulheres pode ser abalada em função da gravidez? Isso acontece por causa de diversos fatores que provocam alterações no funcionamento do organismo, bem como uma mudança dos hábitos da gestante.

Por isso, é muito comum que as grávidas manifestem problemas como cárie, tártaro, gengivite e periodontite, que desencadeiam dor de dente. Todos eles exigem atenção porque as bactérias que se proliferam nas lesões podem prejudicar o bebê.

De toda forma, é preciso ter cuidado com o modo como a dor de dente é tratada, pois a gestação é um momento delicado e a mulher não pode administrar qualquer tipo de substância. Pensando nisso, preparamos este artigo para explicar o que pode ser feito para minimizar esse incômodo durante a gravidez de uma forma segura. Continue lendo!

Causas da dor de dente em mulheres grávidas

Durante a gestação o organismo da mulher passa por muitas mudanças e elas afetam, também, a vascularização, ou seja, a circulação sanguínea dos tecidos que envolvem o dente. Ocorre um aumento desse fluxo de sangue, o que facilita a manifestação de inflamações como a gengivite e a periodontite.

Além disso, é natural que a mulher esteja mais preocupada com o seu pré-natal e os preparativos para a chegada do bebê, negligenciando seus próprios cuidados pessoais, como aqueles que envolvem a higiene bucal. Assim, as escovações podem não ser feitas na frequência recomendada.

Também não podemos esquecer que ocorrem mudanças no apetite durante a gestação, levando a mulher a se alimentar mais vezes durante o dia, nem sempre realizando a escovação após ingerir os alimentos. Com isso, há um acúmulo maior de placa bacteriana, favorecendo a manifestação de problemas e da dor de dente.

Opções de tratamento para dor de dente na gravidez

A primeira coisa que você precisa saber é que uma dor de dente, seja na gravidez ou fora dela, pode acontecer em decorrência de diversos fatores, como:

  • cárie;
  • inflamações;
  • infecções;
  • abscessos;
  • sensibilidade.

Por isso, o tratamento varia dependendo daquilo que causou a manifestação dolorosa. Em muitos casos, somente o dentista é que pode realizar um procedimento adequado para tratar o problema e eliminar a dor definitivamente. O ideal é realizar o tratamento no segundo trimestre da gravidez, porém, dependendo da gravidade do problema dentário, é necessårio o tratamento em outro período da gestação, para própria segurança da mãe e da criança. Então, a dor de dente na gravidez deve ser investigada e tratada por um dentista, mas o problema maior é a espera para chegar o dia da consulta agendada. É nesse período que você precisa tomar cuidado com a automedicação.

Não se esqueça de que a gravidez requer cuidados dobrados e que muitos medicamentos fazem mal para a mulher e a criança. Portanto, é fundamental evitar ao máximo o consumo de fármacos, mesmo porque eles apenas mascaram os sintomas e não tratam o problema.

Em relação aos medicamentos, a substância mais segura para gestantes é o paracetamol, que atua como analgésico apenas, aliviando momentaneamente a dor. Porém, mesmo para administrar esse remédio, é preciso antes conversar com o obstetra para saber se há alguma contraindicação em cada caso.

Anti-inflamatórios e antibióticos não devem ser administrados de modo algum sem a receita de um especialista. Além disso, é preciso ter cuidado com chás caseiros para ingestão, porque algumas plantas também apresentam toxicidade e oferecem risco para a gestante. inclusive de aborto.

De toda forma, você pode adotar algumas medidas caseiras seguras para aliviar a dor de dente na gravidez até esperar o dia da consulta com o dentista. Veja:

  • bochecho com água morna e sal: tem propriedades antissépticas e analgésicas;
  • bochecho com chá de camomila: com propriedades analgésicas e anti-inflamatórias;
  • compressas frias: desaceleram o processo inflamatório.

Além disso, é importante fazer uma higienização bucal caprichada, usando o fio dental para remover todo o acúmulo de placa bacteriana entre os dentes, escovando bem os dentes com uma escova adequada e creme dental com flúor.

No mais, evite qualquer receita ou medicação porque um simples tratamento para dor de dente na gravidez, se não for bem realizado, pode trazer complicações para o bebê. Sendo assim, adota apenas as medidas seguras e consulte o dentista o quanto antes.

Dra Licia Ney Pizzocolo Gonzalez apex odontologiafaixa-apex-odontologia

Por Dra. Lícia Ney Pizzocolo Gonzalez
CRO-SP 61423

Formada pela Universidade Estadual de São Paulo – UNESP – em 1998, é pós-graduada pela UNICAMP em especialização de periodontia e pela ABCD em especialização de ortodontia. Atua na área de estética, cirurgia oral e implante.

faixa-apex-odontologia

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco

× Agendar Consulta