Logo | Ápex Odontologia

É possível reverter a Retração Gengival?

Atualizado em 08/06/2022
Tempo de leitura: 3 min.

A retração gengival não tem reversão de forma natural, deixando que a gengiva se recupere e cubra o dente corretamente. Entretanto, existe tratamento, e a correção pode ser feita por meio de um enxerto gengival, da aplicação de resina ou do uso de facetas e lentes de contato.

A retração gengival é um problema que se caracteriza pelo encurtamento da gengiva. Esse tecido começa a encolher e/ou perder volume, aumentando a exposição da raiz dentária e favorecendo a manifestação de outros problemas bucais. 

A gengiva tem a importante função de proteger áreas mais sensíveis dos dentes, por isso, quando a retração gengival acontece, há uma suscetibilidade maior para o desenvolvimento de cárie radicular, os resíduos se acumulam com mais facilidade formando o tártaro e ainda se manifesta a sensibilidade, além de outras complicações.

Neste artigo você vai descobrir se é possível reverter a retração gengival para fazer com que esse tecido volte a recobrir os dentes na proporção adequada. Acompanhe!

O que causa retração gengival?

A retração da gengiva pode acontecer, principalmente, por causa do desequilíbrio da mordida, de agressões mecânicas que o tecido sofre, ou devido a doenças que afetam a gengiva. 

No primeiro caso, as forças mastigatórias promovem resultante de forças nesta região que causam a perda óssea e consequentemente, da gengiva. A escovação dentária pode colaborar com isso, mas não é a grande causa. Mas na verdade a higienização deve acontecer por meio de movimentos suaves e delicados.

As lesões na gengiva também podem acontecer quando as próteses (dentaduras) estão inadequadas para o paciente, e o mesmo para os aparelhos ortodônticos, quando não estão bem ajustados na boca.

Em relação às doenças, a gengiva pode retrair, por exemplo, por causa do desenvolvimento de uma gengivite, processo inflamatório decorrente do acúmulo de placa bacteriana e/ou de tártaro.

A periodontite é mais um problema que provoca retração gengival. Ela é um quadro mais grave, e alcança tecidos mais profundos. A gengiva pode descolar dos dentes e encolher, pois essa doença provoca a perda de tecidos.

A retração pode ser revertida?

A resposta para essa pergunta é depende. Quando a retração gengival ainda está começando, pode ser possível interromper esse processo por meio da eliminação do fator que está provocando lesões. Ou seja, se a retratação ainda não estiver muito severa, a gengiva consegue se recuperar quando ela deixa de ser agredida.

Mas quando o tecido já retraiu demais ele não consegue se recuperar e acaba permanecendo na posição em que está, deixando os dentes muito expostos. Portanto, não são todos os casos de retração gengival em que é possível reverter esse problema naturalmente, deixando que o próprio organismo se encarregue do processo. Mas isso não significa que não tenha tratamento. 

Como a retração pode ser corrigida?

Existem tratamentos que permitem corrigir a retração gengival e recobrir a área sensível do dente que ficou exposta. Uma das alternativas é o enxerto gengival.

O dentista faz uma pequena cirurgia e posiciona uma porção de tecido no local em que a gengiva retraiu, assim, esse pedaço é enxertado e passa a fazer parte daquela região, devolvendo a proteção para o dente.

Outra possibilidade é aplicação direta de resina na área exposta. Esse material passa a cumprir a função da gengiva que está retraída, assim, ele evita que essa parte sensível do dente tenha contato com o meio externo.

Outras duas formas de corrigir a retração gengival são as facetas de porcelana e as lentes de contato. São confeccionados laminados protéticos no formato do dente da pessoa para colar sobre o dente natural, como se fosse uma capa cobrindo por completo o dente.

O ideal é evitar a retração gengival tendo cuidado com a gengiva para que ela não sofra lesões e nem fique doente. Porém, caso o problema aconteça, é possível fazer a correção dele. O mais importante é buscar a ajuda do dentista para tratar a causa e evitar que a retração fique muito grave.

Por Dra. Lícia Ney Pizzocolo Gonzalez
CRO-SP 61423. Formada pela Universidade Estadual de São Paulo – UNESP – em 1998, é pós-graduada pela UNICAMP em especialização de periodontia e pela ABCD em especialização de ortodontia. Atua na área de estética, cirurgia oral e implante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 | 04 / 03 / 21
O sangramento na gengiva é causado principalmente pela gengivite, porém, outros fatores também podem levar a essa condição, como lesões e bruxismo. A prevenção é feita de acordo com aquilo que está causando o problema, em especial mantendo uma boa higiene bucal. Você já percebeu a sua gengiva sangrando? Como ela é um tecido bastante […]
Ler Mais
 | 20 / 01 / 21
A gengivite não é o único problema que atinge a gengiva, ela também pode desenvolver retração. Entenda o que é esse problema, suas causas e como pode ser tratado.
Ler Mais
magnifiercross