Blog

Entenda o que é o bruxismo e descubra como identificá-lo

O bruxismo é um distúrbio que atinge pessoas adultas e crianças. Se caracteriza por movimentos involuntários que provocam atrito entre os dentes causando desgaste neles. Também ocorrem manifestações dolorosas, em especial na face e cabeça.

A imagem mostra uma mulher de cabelo escuros com a mão na bochecha e uma expressão facial de incômodo.

Também conhecido como ranger de dentes, o bruxismo é um problema que não escolhe idade para se manifestar. Ele acomete pessoas de todas as faixas etárias e os prejuízos para a arcada dentária acontecem quanto mais intenso é o distúrbio.

Identificar essa condição é muito importante porque ela compromete toda a dentição, os tecidos que sustentam os dentes, os ossos e estruturas faciais. Foi pensando nisso que preparamos este artigo para ajudar você a descobrir como identificar o bruxismo. Continue lendo e confira:

1 – O que é o bruxismo?
2 – Como identificar o bruxismo?
2.1 – Identificando sons típicos do bruxismo
2.2 – Analisando sintomas
2.3 – Observando alterações na dentição

O que é o bruxismo?

O bruxismo é um distúrbio que compromete o funcionamento dos músculos responsáveis pela mastigação. Ele é uma reação involuntária do indivíduo, que ocorre principalmente enquanto ele está dormindo, fazendo com que aperte as arcadas dentárias uma contra outra, ou faça movimentos que geram atrito excessivo entre os dentes.

Essa condição é bastante comum na infância, sendo que na maioria dos casos é um quadro transitório. Assim, a tendência é que amenize com o passar do tempo, mas algumas pessoas levam o bruxismo para adolescência e a vida adulta.

Esse distúrbio geralmente está relacionado a fatores psicológicos e emocionais. O estresse é um dos seus grandes causadores, mas ele também pode se manifestar em função de assimetrias ósseas, problemas de mordida e até mesmo fatores genéticos.

Como identificar o bruxismo?

Seja qual for a causa do bruxismo e a faixa etária da pessoa que tem o distúrbio, essa condição precisa ser identificada. É muito importante tratar o ranger de dentes para evitar as consequências negativas que ele traz para a arcada dentária e as estruturas faciais.

A força exercida durante as crises é muito grande, e isso compromete a estrutura dentária. Também gera uma sobrecarga nos tecidos do periodonto, que sustentam os dentes, favorecendo quadros de gengivite e periodontite.

Há uma sobrecarga para as demais estruturas da face, como a articulação temporomandibular. Com o tempo, o bruxismo favorece disfunções nela, trazendo consequências ainda mais negativas para a saúde e a qualidade de vida.

Pelos sinais e sintomas do bruxismo é fácil identificar esse quadro. Veja a seguir como você pode fazer isso em sua própria casa.

Identificando sons típicos do bruxismo

Como o bruxismo se manifesta principalmente à noite, é bastante comum que as pessoas que dividem o aposento com quem tem esse distúrbio identifiquem os sons. Muitas vezes eles são bastante audíveis em função do grande atrito que os dentes exercem uns contra os outros, produzindo de fato um rangido e até mesmo estalos.

Analisando sintomas

Quando ocorre o evento do bruxismo, na manhã seguinte vêm os sintomas. Eles variam de pessoa para pessoa e a sua intensidade também depende do quadro. De toda forma, é bastante comum que os pacientes com ranger de dentes relatarem:

  • dor de dente;
  • dor na face;
  • dor de cabeça;
  • perda de força mastigatória;
  • dificuldade para movimentar ou abrir a boca;
  • tensão muscular no pescoço e nos ombros.

Observando alterações na dentição

Os dentes são muito afetados pelo bruxismo, então, podemos identificar esse problema analisando as alterações que ocorrem na dentição por causa da força exercida e do atrito. Esses sinais podem ser vistos como:

  • desgastes no esmalte;
  • pequenas quebras;
  • surgimento de trincas;
  • alterações no formato.

É válido ressaltar que algumas pessoas não rangem os dentes, mas apertam excessivamente. Por isso, o desgaste que é típico do bruxismo pode não se manifestar para elas, uma vez que não há atrito, mas podem ocorrer as quebras, as trincas e os demais sintomas que citamos.

O bruxismo tem tratamento, mas como suas causas são variadas, cada indivíduo precisa ser avaliado em suas necessidades. Assim, será identificado o que está levando ao distúrbio para adotar as melhores medidas, sejam elas em caráter psicológico ou odontológico. O mais importante é buscar ajuda especializada para que o ranger de dentes não afeta a qualidade de vida.

Dr Marcos Ney Pizzocolo apex odontologiafaixa-apex-odontologia

Por Dr. Marcos Ney Pizzocolo
CRO-SP 56458

Formado pela Universidade Paulista – UNIP – em 1995 e pós-graduado em especialização de prótese dentária. Atua na área de estética, implante, cirurgia oral e reabilitação oral.

faixa-apex-odontologia

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco

× Agendar Consulta