Logo | Ápex Odontologia

Formação da Cárie

Atualizado em 29/09/2021
Tempo de leitura: 2 min.

Interferência da alimentação

Desde de pequeno, nós orientamos para que a criança tenha o mínimo de contato com o açúcar, que é o grande vilão na formação da cárie.

A cárie é multifatorial, então nós temos os seguintes fatores:

  • Genética;
  • Tipo de higiene;
  • Alimentação.

No fator alimentação, qual é a preocupação do dentista? Se nós conseguirmos direcionar os horários de alimentação dessa criança, ela poderá comer um doce sem problemas.

Quando avaliamos a alimentação da criança, e recomenda que o açúcar entre o mais para frente possível na alimentação dela, é porque o açúcar é um grande vilão para a formação da cárie.

Quando estudamos a frequência de ingestão de açúcar e carboidrato da criança, vamos conseguir diagnosticar o risco de cárie que ela tem. Então quanto menor a frequência, melhor.

Quando for dar um doce para a criança, tente dar logo após o almoço ou o jantar, pois é melhor ele comer três bombons ao mesmo tempo, do que pequenas doses ao longo do dia todo.

O fracionamento da ingestão faz com que a boca fique ácida, e que esse problema seja inserido, gradativamente, cada vez mais.

A frequência de ingestão do açúcar deve ser avaliada, porque quanto mais tempo esse açúcar estiver na boca da criança, maior a acidez e maior o risco de ter cárie. Por isso, orientamos que se for dar doces, que seja logo após as refeições, assim após comer a criança irá escovar os dentes.

Um exemplo de um cliente, que vem desde muito pequeno, e chegando na adolescência começou a morar com a avó e retornou com manchinhas nos dentes.

Acreditavam que não haveria nenhuma alteração na alimentação dessa criança, ao morar com a avó, mas a avó nos contou que enquanto ele estudava durante a tarde, ingeria grandes quantidades de suco de caixa. Esses sucos, formam acidez.

Por isso, é muito importante criar um diário alimentar, para que se possa notar uma possível formação de cárie na criança.

A sua saúde bucal faz toda diferença na sua qualidade de vida.

Por Dra. Fulvia Ney Pizzocolo Caterina
CRO-SP 57052. Formada pela Universidade Paulista – UNIP – em 1995, e pós-graduada em especialização de Odontopediatria (bebes e crianças) , odontohebiatria (adolescentes) e atua na área de endodontia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 | 31 / 03 / 21
Sabia que o flúor ao mesmo tempo em que protege os dentes pode fazer mal ao organismo? Entenda se ele é o mocinho ou o vilão dessa história.
Ler Mais
 | 17 / 02 / 21
O tártaro prejudica a estética do sorriso e a saúde da boca, por isso, ele precisa ser combatido. Veja como tratar esse problema e evitar suas complicações.
Ler Mais
1 2 3 28
Logo | Ápex Odontologia

Ápex Odontologia 2021 | Desenvolvido em WordPress por Surya Marketing Médico.

magnifiercross