Blog

Limpeza do aparelho móvel: passo a passo

Os problemas ortodônticos podem ser corrigidos com o uso de diferentes tipos de dispositivo, sendo um deles o aparelho móvel. Esse modelo é aquele que pode ser retirado da boca na hora das refeições e para fazer a higiene bucal.
Pelo fato de não ter contato com a comida, há quem acredite que o aparelho móvel não acumula resíduos nem bactérias, mas isso não é verdade. Ele também está sujeito a esses problemas, o que coloca em risco a saúde da pessoa e a integridade do próprio dispositivo.

Por isso, ele precisa passar por uma boa limpeza, mas ela deve ser feita do jeito certo. Afinal, seus materiais podem sofrer agressões e danos se essa limpeza for incorreta ou realizada com produtos inadequados. Pensando nisso, preparamos este artigo a fim de mostrar um passo a passo seguro e eficaz, também a importância de fazer essa higienização. Confira!

Como limpar o aparelho móvel?

O aparelho móvel não fica na boca durante a realização da higiene bucal. Mas como ele pode acumular bactérias e resíduos, deve receber uma limpeza a fim de eliminar esses fatores. Veja como ela deve ser realizada para ter eficácia e ser segura para o dispositivo.

1º Escove o aparelho

O aparelho móvel precisa ser escovado assim como os dentes. Para isso, use uma escova específica para ele ou aquela que você usa para fazer a sua escovação, e o creme dental da sua preferência. Dê atenção a cada canto o dispositivo, para ter certeza de eliminar qualquer tipo de resíduo, depois, enxague bem.

2º Mergulhe em uma solução específica

Existem soluções específicas para manter o aparelho móvel de molho por alguns minutos. Essa imersão ajuda a eliminar as bactérias e manter a hidratação dos componentes não metálicos. Ela completa a escovação fazendo a desinfecção.

3º Seque bem o aparelho móvel

Assim que retirar o aparelho da imersão ele deve ser enxaguado com água corrente. Remova toda a solução e, depois, seque o dispositivo. Prefira usar um papel absorvente ou uma toalha, mas que não solte fiapos. Tenha cuidado para não enroscar o dispositivo em fios soltos, que poderiam entortá-lo.

4º Guarde no estojo

Caso você vá ficar sem o aparelho, depois de fazer a limpeza dele coloque no estojo específico. Evite deixá-lo exposto ou guardado em bolsas ou gavetas. Além disso, lembre-se de higienizar também esse estojo.

O que não pode ser feito nessa limpeza?

Da mesma forma como existem boas práticas para fazer a limpeza do aparelho móvel, há algumas que não devem ser adotadas pelo risco de danificarem o aparelho e reduzir a vida útil de seus componentes. Veja a seguir o que não pode ser feito.

  • Mergulhar o aparelho em enxaguantes sem aprovação do dentista.
  • Substituir a escovação pela imersão.
  • Usar produtos de limpeza como álcool ou multiuso.
  • Higienizar o aparelho com água muito quente.
  • Ferver o aparelho para esterilizar.

Por que é preciso limpar o aparelho móvel?

O aparelho móvel é composto por algumas peças confeccionadas em resina acrílica. Esse material apresenta poros muito pequenos que, mesmo não sendo visíveis, podem acumular resíduos de alimento, proliferando bactérias.

A higienização é importante para eliminar esses resíduos, assim, evitando os micro-organismos. Além disso, eles podem, com o tempo, calcificar em função do contato com os minerais da saliva. Isso leva à formação de tártaro no dispositivo, uma camada amarelada que também contém bactérias.

Ou seja, a falta de higienização pode colocar em risco a saúde bucal da pessoa e ainda prejudicar a aparência do dispositivo, que ficará desagradável em função dessa camada amarelada que se formará sobre ele.

Caso você tenha alguma dúvida sobre como fazer a limpeza do aparelho móvel, converse com seu dentista. Evite adotar métodos que não tenham a recomendação dele, para que você não danifique seu dispositivo nem coloque sua própria saúde bucal em risco.

Dra Licia Ney Pizzocolo Gonzalez apex odontologiafaixa-apex-odontologia

Por Dra. Lícia Ney Pizzocolo Gonzalez
CRO-SP 61423

Formada pela Universidade Estadual de São Paulo – UNESP – em 1998, é pós-graduada pela UNICAMP em especialização de periodontia e pela ABCD em especialização de ortodontia. Atua na área de estética, cirurgia oral e implante.

faixa-apex-odontologia

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco

× Agendar Consulta