Logo | Ápex Odontologia

Mau hálito: descubra quais são os mitos e verdades

Atualizado em 29/09/2021
Tempo de leitura: 3 min.
Ao fundo da imagem, há um homem com a mão na boca, representando o mau hálito.

O mau hálito é um problema desagradável e pode afetar qualquer pessoa, independentemente da sua idade. Mas é verdade que essa condição, além de muito desagradável, pode interferir nas relações pessoais e profissionais.

Diversos fatores podem deixar a boca com cheiro ruim. Em alguns casos isso é considerado como normal, mas em outros requer uma atenção especial. Isso porque o mau hálito também é indício de doenças bucais ou alguma condição orgânica que necessita de tratamento.

Como esse tema é cercado de dúvidas, preparamos este artigo para apresentar alguns mitos e verdades sobre ele. Continue lendo para conhecer melhor as características desse problema, saber como se prevenir e em qual momento é necessário procurar um especialista.

Mau hálito é sinal de problema no estômago

MITO. É muito comum a crença de que o cheiro ruim na boca seja causado majoritariamente por algum problema estomacal, porém, a maior incidência de cheiro ruim advém de problemas bucais, cerca de 90% dos casos. Em casos aonde as válvulas que mantêm a passagem de ar para a boca estejam funcionando mal, pode ocorrer o “mau hálito” de origem estomacal.

Alguns alimentos causam mau hálito

VERDADE. Provavelmente isso não seja uma grande novidade, porque é fato que existem diversos alimentos que podem provocar mau hálito em função de algumas substâncias que contêm. Esse é o caso do alho, da cebola e do repolho, mas o mau odor é passageiro nesses casos.

É natural ter mau hálito de manhã

VERDADE. O mau hálito matinal é uma condição natural para qualquer pessoa e está relacionado com o decréscimo da salivação durante o sono, facilitando a decomposição dos restos alimentares que não conseguimos remover com o fio dental e a escovação. O odor ruim é extinto assim que fazemos a higiene bucal, “ligamos” novamente o funcionamento das glândulas salivares e nos alimentamos, ele só exige atenção quando persiste ao longo do dia.

Mascar chiclete elimina o mau hálito

MITO. Mascar um chiclete sem açúcar estimula a salivação e essa hidratação da mucosa bucal pode melhorar momentaneamente o cheiro da boca. Mas se a pessoa tiver um problema de halitose crônica ou relacionada com alguma doença bucal, essa medida não é um tratamento é somente um paliativo.

A boca seca causa mau hálito

VERDADE. Quando ocorre a desidratação das mucosas bucais consequentemente o cheiro ruim se manifesta. Em alguns casos essa condição está relacionada com a baixa ingestão de água, mas em outros trata-se de um problema chamado xerostomia, caracterizado por alterações na composição e no fluxo salivar.

Refluxo pode causar mau hálito

VERDADE. Quando existe a presença de ácidos estomacais na garganta ou na boca ocorre a alteração do hálito. Por isso, pessoas que apresentam quadro de refluxo gastroesofágico ou bulimia, por exemplo, podem sofrer de halitose, além de outros problemas bucais, como a erosão dentária.

Enxaguante bucal combate mau hálito

MITO. A maioria dos enxaguantes bucais atua apenas como um produto cosmético que não tem um grande poder terapêutico. Realmente eles podem ajudar a eliminar bactérias e deixar o hálito mais fresco após o uso, mas isso não significa que quem tem halitose crônica decorrente de algum outro problema conseguirá tratar essa condição com ele.

Problemas bucais causam mau hálito

VERDADE. Doenças bucais como cárie, gengivite e periodontite provocam alterações no pH da boca e no fluxo salivar. Além disso, a presença de bactéria, pus ou sangramentos também leva ao cheiro ruim. Assim, o mau hálito que não cessa pode ser decorrente de uma condição como essas.

Não escovar os dentes causa mau hálito

VERDADE. Essa é uma verdade inegável porque quando não escovamos os dentes os restos de alimento permanecem aderidos ao esmalte, sofrem processo de fermentação, proliferam bactérias e prejudicam o hálito. Além dessa alteração, causam diversos outros problemas bucais em função da atuação desses microrganismos.

Usar aparelho ortodôntico e prótese causa mau hálito

MITO. Nenhum desses dispositivos bucais desencadeia o mau hálito por si só. O que pode acontecer é uma higienização bucal ineficaz em função do fato de eles acumularem mais resíduos. Sendo assim, passar o fio dental, escovar os dentes e o aparelho ou a prótese é suficiente para evitar o odor ruim na boca.

Inflamações e infecções na garganta causam mau hálito

VERDADE. Quando um desses problemas se instalam nas amígdalas ou na garganta a pessoa pode manifestar o mau hálito. Mas ao receber o devido tratamento esse sintoma ameniza até desaparecer.

O mau hálito não tem cura

MITO. Nenhuma pessoa precisa conviver com a halitose porque esse problema é apenas o sintoma de que alguma coisa está errada. Então, se você está percebendo um cheiro ruim sua boca basta procurar por um especialista para que ele identifique a causa e indique o tratamento adequado.

Esteja atento aos fatores que naturalmente podem levar ao odor ruim na boca, mas que cessa de forma espontânea. Porém se o mau hálito for persistente é fundamental procurar ajuda de um especialista, pois a sua boca pode estar indicando que alguma coisa precisa de atenção.

Por Dr. Marcos Ney Pizzocolo
CRO-SP 56458. Formado pela Universidade Paulista – UNIP – em 1995 e pós-graduado em especialização de prótese dentária. Atua na área de estética, implante, cirurgia oral e reabilitação oral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 | 31 / 03 / 21
Sabia que o flúor ao mesmo tempo em que protege os dentes pode fazer mal ao organismo? Entenda se ele é o mocinho ou o vilão dessa história.
Ler Mais
 | 17 / 02 / 21
O tártaro prejudica a estética do sorriso e a saúde da boca, por isso, ele precisa ser combatido. Veja como tratar esse problema e evitar suas complicações.
Ler Mais
1 2 3 28
Logo | Ápex Odontologia

Ápex Odontologia 2021 | Desenvolvido em WordPress por Surya Marketing Médico.

magnifiercross