Blog

Medo de dentista: como superar?

Não são apenas as crianças que sentem medo de dentista. Isso também acontece com adultos e não há porque se envergonhar, já que se trata de uma insegurança bastante comum. Porém, ela precisa ser combatida, porque o medo pode interferir nos cuidados com a saúde bucal, trazendo complicações severas para os dentes e tecidos da boca.

Por isso, preparamos este post trazendo algumas dicas para quem tem medo de dentista conseguir superar esse sentimento. Continue lendo e veja como vencer a insegurança e realizar os seus tratamentos odontológicos com mais confiança. Acompanhe!

Descubra o que provoca o medo

TEMOS 5 DICAS PARA VOCÊ PERDER O MEDO DE IR AO DENTISTA

O medo é uma resposta negativa do organismo e da mente quando algum fator se mostra ameaçador para o indivíduo. Por isso, para sentir-se mais confiante na cadeira do dentista é fundamental entender o que provoca o medo.

Pense consigo mesmo qual é o gatilho que faz você ficar desconfortável nas consultas. É a insegurança em sentir dor, a agulha da anestesia, os equipamentos, a figura do dentista? Enfim, analise todo o contexto para entender o que te deixa com medo.

Desse modo, ficará mais fácil analisar a situação por um ângulo diferente, e até mesmo conversar com o dentista explicando para ele o que te causa insegurança para que sejam adotados métodos alternativos.

Reflita sobre as vantagens do tratamento odontológico

É verdade que os tratamentos odontológicos trazem apenas benefícios para todos. Sendo assim, para vencer o medo de dentista você pode focar nas vantagens que terá ao se submeter aos procedimentos.  REMOVER ESTE PARÁGRAFO.

Procure ver o lado positivo das visitas ao consultório odontológico, tudo o que será prevenido com os procedimentos e de que forma isso se converterá em vantagens para sua vida de um modo geral.

Trata-se realmente de ver o copo meio cheio. Dessa forma você conseguirá sobrepor a insegurança e a ansiedade com tudo o que o dentista pode fazer de bom por você. Então, a consulta não será mais vista como algo ruim, mas importante.

Leve um acompanhante às consultas

Algumas pessoas têm medo de dentista por se sentirem impotentes durante os procedimentos odontológicos. Estar sozinho pode agravar ainda mais o desconforto, então, nesses casos é interessante ter ao seu lado uma figura conhecida.

Peça para que um familiar ou amigo acompanhe você em suas consultas odontológicas. Dessa forma o ambiente ficará mais descontraído e você se sentirá seguro por ter alguém conhecido ali. Inclusive, isso pode estimular uma conversa sobre temas do cotidiano, que vão tirar a sua atenção do procedimento e farão com que tudo termine mais rápido.

Visite o dentista periodicamente

O que faz muita gente ter medo de dentista são os tratamentos odontológicos mais complexos. Eles causam desconfortos porque são demorados e exigem muitos cuidados e atenção, o que pode provocar traumas.

Por isso, se você tem medo de dentista precisa ainda mais fazer as visitas de rotina. Desse modo serão adotados procedimentos preventivos, para que não se manifestem problemas e doenças bucais. E mesmo que eles já estejam ali, o tratamento será bem mais simples e rápido.

Deixar para ir ao dentista quando a saúde bucal já está muito abalada é uma das piores decisões. Por isso, a cada seis meses agende uma consulta para que o profissional possa complementar no consultório os cuidados que você tem em casa.

Escolha um bom profissional

Para que o seu medo de dentista não seja agravado procure escolher um bom profissional para fazer o seu tratamento e acompanhamento. Escolha aquele que tiver credibilidade, boas recomendações e indicações, experiência e que adote tecnologias.

O modo como o atendimento é feito, bem como a execução dos procedimentos e recursos tecnológicos, ajudam a aumentar o conforto e a segurança dos pacientes. Então, pesquise rigorosamente e somente realize o tratamento com o profissional que você sentir maior afinidade, transpassando confiança.

Ainda existem outras técnicas que você pode adotar para perder o medo de dentista, como:

  • traçar uma meta pessoal, de corrigir a posição dos dentes ou clareá-los, por exemplo;
  • aplicar técnicas de relaxamento;
  • ouvir música durante a consulta;
  • agendar uma consulta somente para conversar com dentista;
  • tirar todas as suas dúvidas sobre os tratamentos e procedimentos;
  • combinar sinais de comunicação com o dentista;
  • fazer algo prazeroso depois da consulta, para associá-la a coisas positivas;
  • agendar as consultas para os dias menos agitados.

Reconhecer o medo de dentista é o primeiro passo, entende-lo é o segundo e adotar medidas para combatê-lo é fundamental. Não esconda isso do especialista para que ele possa adequar o atendimento às suas necessidades. E não se esqueça de que quanto mais você prevenir os problemas bucais mais confortáveis serão as consultas, porque não haverá necessidade de tratamentos complexos.

Dra Licia Ney Pizzocolo Gonzalez apex odontologiafaixa-apex-odontologia

Por Dra. Lícia Ney Pizzocolo Gonzalez
CRO-SP 61423

Formada pela Universidade Estadual de São Paulo – UNESP – em 1998, é pós-graduada pela UNICAMP em especialização de periodontia e pela ABCD em especialização de ortodontia. Atua na área de estética, cirurgia oral e implante.

faixa-apex-odontologia

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco

× Agendar Consulta