Blog

O que causa sensibilidade nos dentes e como tratá-la!

Uma reclamação muito frequente nos consultórios de odontologia é a dor aguda e intensa, principalmente ao ingerir alimentos muito gelados ou quentes demais. Essa é a manifestação característica da sensibilidade nos dentes ou, como também é chamada, hipersensibilidade dentinária.

A dor acontece porque a dentina, parte interna do dente, fica muito exposta em decorrência de alguns fatores. Como essa estrutura possui terminações nervosas o paciente tem a sensação dolorosa, em especial quando ocorrem mudanças bruscas de temperatura.

Mas você sabe o que pode causar esse problema? Preparamos este artigo para responder essa pergunta e também apresentar algumas possibilidades de tratamento para a sensibilidade. Continue lendo e veja como cuidar melhor da saúde dos seus dentes!

O que causa sensibilidade

Embora seja uma estrutura muito resistente e rígida, o esmalte dentário tem uma ligeira porosidade. Quando ela está dentro da normalidade isso não causa problemas para a saúde bucal, no entanto, quando essa camada está desgastada ou quebrada, deixa a dentina muito exposta.

Como a função do esmalte é proteger essa estrutura interna se ele não cumprir esse papel o que acontece é a sensação dolorosa quando há contato com algum agente agressivo. Por isso, pessoas que têm sensibilidade nos dentes percebem a dor em especial quando estão ingerindo um alimento ou bebida muito gelado, quente e até mesmo doce.

Há casos em que o contato com o ar também causa um grande desconforto. E ainda existem pacientes que têm  dificuldade para fazer a higienização bucal, porque o atrito da escova com o dente na região da dentina exposta provoca dor ou incômodo.

Essa fragilidade maior do esmalte e exposição da dentina acontecem porque o primeiro perde um pouco da sua estrutura mineral. Esse problema pode ser ocasionado tanto por causas mecânicas como doenças bucais e ainda desequilíbrios orgânicos.

Alguns fatores que podem desencadear a sensibilidade nos dentes são:

Erosão dentária

Esse problema é ocasionado, entre outros fatores, por uma dieta ácida demais composta, por exemplo, por bebidas muito cítricas. Além disso, o baixo fluxo salivar e alterações no pH da saliva também podem desencadear esse problema.

Carências nutricionais

Assim como todos os órgãos do nosso corpo os dentes precisam receber nutrientes para se manterem fortes e saudáveis. A carência de alguns minerais e vitaminas deixa o esmalte enfraquecido, causando prejuízos.

Refluxo gastroesofágico

Pessoas que apresentam quadro de refluxo gastroesofágico podem desencadear a erosão dentária por causa do contato do esmalte com os ácidos estomacais.

Bulimia

Esse distúrbio alimentar leva os ácidos do estômago até a boca e, em contato com os dentes, provocam a desmineralização do esmalte, como no caso anterior.

Falta de guias canino (que causam a retração gengival)

O papel do canino é evitar que os dentes posteriores se toquem quando a mandíbula está caminhando lateralmente e com isso consegue proteger o osso ao redor dos dentes prés molares e molares, protegendo também as raízes e a gengiva. Quando a raiz fica exposta, a sensibilidade aumenta porque a raiz é porosa.

Bruxismo ou briquismo

Esses dois distúrbios prejudicam a estrutura dos dentes por causa do atrito provocado pelo apertamento ou movimentações involuntárias. Assim acontece primeiro o desgaste das pontas dos caninos e então os prés molares e molares começam a se tocar fora do centro de equilíbrio ideal e começam as retrações e terminam na sensibilidade porque tudo isso acaba deixando a dentina exposta.

Veja também: O que é bruxismo?

Fraturas, trincas ou fissuras no esmalte

Essas condições também podem desencadear a sensibilidade nos dentes porque abalam a estrutura dele possibilitando o contato de agentes do meio externo com a dentina.

Tratamentos para sensibilidade nos dentes

O tratamento para sensibilidade é indicado dependendo do fator que está causando esse problema. A primeira medida é identificar hábitos ou ações que estejam prejudicando o esmalte para fazer a eliminação deles. Em seguida, o dentista pode recomendar medidas como:

  • ajuste do engrenamento entre os dentes inferiores e superiores
  • aumento dos caninos
  • adequação da dieta;
  • consumo de suplementos alimentares;
  • placas miorrelaxantes.
  • Uso de bochecho de fluoreto de sódio 0,05 % diário ajuda na remineralização da área sensível.
  • uso de creme dental específico para sensibilidade (somente age no sintoma);
  • produtos para recuperar os minerais dos dentes;
  • utilização de blocos, coroas, lentes de contato ou facetas;
  • restaurações dentárias;

A sensibilidade nos dentes é apenas um sintoma que indica que algo está errado. Por isso, ao percebê-la é muito importante consultar um especialista para que ele possa investigar as causas desse problema e proceder com o devido tratamento, evitando complicações maiores para a saúde bucal.

Dra Licia Ney Pizzocolo Gonzalez apex odontologiafaixa-apex-odontologia

Por Dra. Lícia Ney Pizzocolo Gonzalez
CRO-SP 61423

Formada pela Universidade Estadual de São Paulo – UNESP – em 1998, é pós-graduada pela UNICAMP em especialização de periodontia e pela ABCD em especialização de ortodontia. Atua na área de estética, cirurgia oral e implante.

faixa-apex-odontologia

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco

× Agendar Consulta