Logo | Ápex Odontologia

Quais as Consequências de uma Cárie Não Cuidada?

Atualizado em 21/10/2021
Tempo de leitura: 3 min.

Quando a cárie não é tratada, a tendência é de que ela se agrave com o passar do tempo. As bactérias se proliferam cada vez mais e as agressões para o esmalte dentário se intensificam, podendo causar uma perda significativa da estrutura do dente ou do próprio elemento dentário.

A imagem mostra a ilustração de um dentista examinando um paciente.

A cárie é uma doença bucal muito comum que se desenvolve tanto nos dentes de leite quanto nos permanentes. Ela é o resultado da ação das bactérias que, quando se alimentam de resíduos de comida acumulados nos dentes, liberam substâncias que agridem o esmalte dentário e o deterioram.

Conforme esse problema evolui, o esmalte dentário é perdido. Se formam lesões que contribuem para um acúmulo ainda maior de resíduos, as bactérias continuam se proliferando e agredindo o esmalte e agora também a dentina. É por isso que ela precisa ser tratada, do contrário, pode trazer uma série de complicações.

Preparamos este artigo para que você descubra quais são as consequências de uma cárie não tratada, ou quando ela recebe um tratamento inadequado. Continue lendo e entenda a importância de consultar o dentista mesmo se não houver dor de dente.

Dor e Sensibilidade no Dente

A ação das bactérias que provocam cárie, começam de fora para dentro. A deterioração do dente se inicia pelo esmalte, que é a sua camada externa. Ela é responsável por proteger as partes internas, que são mais sensíveis.

É por isso que quando a cárie não recebe tratamento o dente começa a ficar dolorido e sensível. O esmalte dentário é comprometido e deixa a dentina, camada logo abaixo dele, exposta. Como ela tem uma sensibilidade maior, o contato com o meio externo, alimentos e bebidas promove estímulos nervosos que causam esses desconfortos.

No início eles são mais sutis, porém, conforme acontece uma exposição maior da dentina, tendem a se intensificar. Pessoas com cáries extensas ou profundas podem sentir dificuldade para mastigar e dor constante.

Perda da Estrutura Dentária

Há quem acredite que as bactérias que causam a cárie comem o esmalte dentário, mas não é bem assim que acontece. Como explicamos, durante o seu processo de alimentação elas liberam substâncias que são agressivas para os dentes, e isso provoca a desmineralização dele.

Essa perda de minerais ocorre de uma forma lenta e gradativa. O ideal é que a cárie seja identificada de uma forma precoce, quando ainda está superficial, para não provocar uma perda muito grande de esmalte. Mas, se isso não acontecer, o dente pode ficar totalmente deteriorado.

Desenvolvimento de Pulpite

A pulpite é uma inflamação que atinge a polpa do dente, ou seja, as estruturas que estão abaixo do esmalte e da dentina, dentro do elemento dentário. Elas abrigam terminações nervosas e vasos sanguíneos; são a parte “viva” dos nossos dentes.

Você viu que a lesão cariosa compromete primeiro o esmalte, depois a dentina, esmalte e dentina juntos formam a camada de proteção da polpa. Ela deixa uma porta aberta para que as bactérias se infiltrem nas camadas internas, levando a um processo inflamatório. Quadros como esse muitas vezes requerem o tratamento de canal, além do cuidado com a cárie.

Perda do Dente

O melhor seria não ter cáries, mas se elas forem descobertas a tempo, antes de promover uma lesão muito extensa, o tratamento é simples de ser feito e o dente é recuperado por meio de uma restauração; mas nem sempre isso é possível.

Nas perdas mais significativas de estrutura, ainda podemos fazer o tratamento da cárie, com a limpeza do local e a instalação de uma coroa, que vai substituir de forma artificial a parte do dente que foi perdida.

Entretanto, existem casos em que a cárie está tão intensa que não é possível salvar o dente. Há um comprometimento muito grande dele, e pode chegar até mesmo à sua raiz. Em quadros assim, o paciente acaba perdendo o dente, pois a recuperação do mesmo já não é mais possível, necessitando sua extração.

Não se esqueça de que a cárie é um problema silencioso. No começo você nem mesmo percebe que ela está ali, por isso, é muito importante fazer as visitas periódicas ao dentista. Ele ajudará a identificar essa doença de uma forma precoce para não comprometer sua saúde bucal.

É válido ressaltar que a cárie é facilmente prevenida. Basta fazer uma boa higiene bucal, com a escovação do jeito certo e o uso diário do fio dental. Complemente os cuidados caseiros com as consultas odontológicas, para receber instruções de como cuidar melhor dos seus dentes, evitando as cáries e outros problemas bucais.

Por Dr. Marcos Ney Pizzocolo
CRO-SP 56458. Formado pela Universidade Paulista – UNIP – em 1995 e pós-graduado em especialização de prótese dentária. Atua na área de estética, implante, cirurgia oral e reabilitação oral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 | 08 / 09 / 21
Você sabe quando é possível usar o Invisalign? Descubra quais são as indicações desse aparelho e quais pessoas podem usá-lo para corrigir o sorriso.
Ler Mais
 | 28 / 04 / 21
Você já conhece o invisalign? Veja como esse aparelho ortodôntico funciona, suas indicações e as vantagens que oferece.
Ler Mais
1 2 3 9
Logo | Ápex Odontologia

Ápex Odontologia 2021 | Desenvolvido em WordPress por Surya Marketing Médico.

magnifiercross